julho 2020

Couve. Imã. Documento. Sempre. História. Mitocôndria. Dia. Caminhão. Mundo. Júpiter. El Bulli. Primeiro. * Nós, as véia, espargimos água de lavanda nos lençóis todo santo… Continue a ler »Diário de um mundo que acabou: couve, imã, notas dissonantes, o milagroso remédio da Andréa, lavanda para os lençóis

Diário de um mundo que acabou: couve, imã, notas dissonantes, o milagroso remédio da Andréa, lavanda para os lençóis

Não havia, ​em minha infância, tantos livros quantos estão disponíveis para as crianças hoje em dia. As editoras publicavam edições adaptadas. Por isso minha geração leu… Continue a ler »Chá da tarde

Chá da tarde

Mexico lindo y querido. Tão tão tão querido.

Flamingo, o velho Agostinho, meu lamentável padrão de sono e as músicas da minha mãe, na Rádio Drops

uma casinha

What art seeks to disturb is monotony of type, slavery of custom, tyranny of habit, and the reduction of man to the level of a… Continue a ler »

Desistir é uma das muitas formas que existem de continuar. Desistir não é largar, desistir é escolher. Escolho e desescolho. Prossigo, paro, mudo, redireciono. Avanço.… Continue a ler »

Sonhos duma domesticidade inalcançável, empadinhas, trabalho até tarde no domingo, filminho do Branagh, pão-com-manteiga (não, não tem hífen, mas deveria ter, viu), sangue no canto… Continue a ler »

Um amigo que lê suas histórias, Cecilia Meireles, o tempo que passa. Rádio Drops, de novo ❤