No Princípio era o Verbo

Significantes e Significados

São Jerônimo que Escreve – Caravaggio

Traduzir é localizar.

Pela linguagem é possível situar um texto no tempo e no espaço.

Pela linguagem também exercemos poder.

Portanto não há tradução inocente. A forma como um texto é levado de um idioma para outro traz as marcas indeléveis dos fatores históricos, sociológicos e culturais a que foi submetido o tradutor em sua época.

A eleição de cada termo em detrimento dos demais e a construção escolhida o revela e o inclui, a cada linha.

Dos textos bíblicos não existe um único manuscrito original. Tudo o que temos são cópias feitas por escribas no decorrer dos séculos e as traduções decorrentes, sendo essas muitas vezes encomendadas por soberanos ávidos pela ferramenta literária tão poderosa.

Fé cristã pode não ser escolha. Mas os textos em que se funda a doutrina, certamente são.

Abaixo, um mesmo trecho bíblico em traduções diversas.

Escolhido por mim.

Cânticos dos Cânticos

Capítulo 7

1 – Vire-se, vire-se, Sulamita.

Vire-se, vire-se. Queremos contemplar você.

O que vocês olham na Sulamita

Quando ela baila entre dois coros?

Bíblia Sagrada – Edição Pastoral

Tradução: Ivo Storniolo e Euclides Martins Balancin

(Paulus, 1990)

Cânticos dos Cânticos

Capítulo 7

1 – Volta, volteia Sulamita

Volta, volteia e nós estaremos te contemplando

Na Sulamita, o que tanto contemplas?

É vê-la enquanto dança a dança-dos-campos-rivais

Éden – um tríptico bíblico.

Tradução: Haroldo de Campos

(Perspectiva, 2004)

Cânticos dos Cânticos

Capítulo 7

1 – Vira-te, vira-te, Sulamita!

Vira-te, vira-te para que possamos te ver!

O que queremos ver na Sulamita

Como se esta fosse a dança do Maanaim?

 O Cântico dos Cânticos – Um ensaio de interpretação através de suas traduções

Tradução: Geraldo Holanda Cavalcanti

(Edusp, 2005)

Esta é a mais recente publicação de No Princípio Era o Verbo. O arquivo de todas as publicações anteriores está aqui:
https://noprincipioeraoverbo.food.blog/