Nunca mais nos veríamos #bdd

Sonhei com W. De novo. Ele tinha um gatinho numa das mãos e meio que estendia o gato pra mim, como se o bicho fosse um presente. Eu estava longe demais pra pegar o gato no colo. Gritei Obrigada, e ele respondeu alguma coisa que não entendi. Ele não me ouvia, nenhum dos dois conseguia se mexer. No sonho eu sabia que nunca mais íamos conseguir nos mover de verdade um na direção do outro e que, se saíssemos de onde estávamos, nunca mais nos veríamos.

Muda e ausente #bdd

Eu me tranco no quarto e canto e canto. Ainda canto razoavelmente depois de todos esses anos.

Razoavelmente.

Queria cantar para você, mas não farei isso, fique tranquilo. Meu amor por você já é bem constrangedor para nós dois sem cantoria da minha parte.

Eu, muda e ausente, já sou constrangedora o suficiente para mim mesma.

#bdd