Pular para o conteúdo

Quando

Quando você morre, quem assume? A biologia e a química.

Saem de cena seus sonhos e desejos, Freud vai embora sem olhar para trás, todas as suas racionalizações imbecis desaparecem e aquele seu “não sei se fui claro…” , vai para a casa do caralho. Meu francês é esse mesmo.

Quando você morre, se torna usina de reações químicas bem nojentas, colônia de bactérias e uma lembrança dolorosa para a maioria de nós – coisa que já era em vida, então, tudo bem.

.

[no celular: Take Me Home, Country Roads – The Petersens]

Trecho de: Todo o tempo em que passei de joelhos esperando por você, Olimpia Caballer. (no prelo)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *