Pular para o conteúdo

Quando

É patético demais eu reclamar que ele não me dava bom dia? Que não me desejava bom sábado? É. É sim.

Mas aí você vai e encontra um cadáver. Um cadáver duns cem anos, mas e daí? Um cadáver bota as coisas em perspectiva. Pode acreditar.

Ah, tinha um cara morto no tapete, caceta.

.

[no celular: Lapinha, com Baden Powell]

trecho de Todo o tempo em que permaneci de joelhos esperando por você, de Olimpia Caballer [no prelo]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *