Manteiga, endereço, coisas boas de falar, rainha Vitória, rainha Vitória, onde estás que não respondes?

A quantidade de manteiga que a minha blogueira preferida bota na comida é um exemplo para as futuras gerações.

*

Um dia você se dá conta de que ele sequer lhe deu o novo endereço dele.

Sabe, a vida cheia de recados e você nada de abrir os envelopes, querida?

*

As minhas noites têm sido assustadoras. Eu sonho pra valer.

Meu inconsciente, a única parte de mim que não é sedentária.

*

Se você não estiver pesquisando laços de gravata da era vitoriana, nem fala comigo. Victorian puff tie. Como será o nome desse negócio em português?

*

Depois de aprovado o orçamento de 2022, técnicos em cargos de chefia por toda Receita Federal entregaram seus postos. Daí acontece o que, a milícia assume geral?

*

O Octávio Guedes, coberto de razão, tá na Globonews dizendo que o presidente declarou guerra ao próprio povo. Que país assustador.

*

Whether feast or famine – que jeito maravilhoso de escrever.

2 comentários em “Manteiga, endereço, coisas boas de falar, rainha Vitória, rainha Vitória, onde estás que não respondes?”

  1. Manteiga: gosto. Muito. Ontem comi pão de coco na chapa com manteiga.

    Endereço: de que me serve se eu não mando aquela carta? (por outro lado, sem nenhuma vergonha na cara nem dinheiro na conta, estou escolhendo presentes de ano novo. briga comigo, amiga?

    Coisas boas de falar: Branagh, mar, mimosa, filho, cheirinho no lençol.

    Rainha Vitória: no lance monarquia, neste momento vou de rainhas de bateria.

    Onde estás que não respondes? pra que essa violência, baby, agora doeu fundo. (como sempre)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *