Joker

Dou um puta valor pra quem faz essas coisas, sabe? Ninguém mais faz.

Há uns anos, alguém me disse “não sei pra que colocar dedicatória/agradecimento nos seus livros, Fal, todo mundo acha uma chatice e ninguém se importa”. Bom, a moça não está errada, não.

Mas eu, eu dou valor presse tipo de coisa.

(Pode ser só blablablá pra  angariar simpatia? Claro que sim. Mas eu não acho, não.)

4 comentários em “Joker”

  1. eu gosto demais dedicatória (não só do próprio autor, se eu dou ou ganho livro, também, mas às vezes eu não escrevo pensando se a pessoa vai gostar ou achar que eu maculei o livro).
    Joaquin não tem minha atuação preferida do ano, mas com esse discurso eu fiz as pazes com o oscar que ele vai ganhar (o único risco desses discursos é que sobre o leo e o Bale e até um pouco sobre o Adam ele tinha coisas reais pra falar, sobre o outro moço ele parece que deu aquela improvisada, rs)

  2. Eu adoro uma dedicatória e fiquei super feliz com as que você escreveu nos livros que tive o prazer de ler. Acho que é um carinho, uma estima. Acho que não gosta é chato e tem cara de mamão, beijos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *