Pular para o conteúdo

Quando

O doce som da máquina de lavar pratos fazendo o meu serviço por mim. Gosto demais dela.

*

Adoro o momento em que o Repispótis descobre de onde vem aquela cicatriz. A história das marcas que carregamos é sempre surpreendente e dolorosa.

*

Época assim, de descongelar o freezer (pra, se deus quiser, desligar de vez), é quando lamento mais ser uma pessoa insuportável, sem amigos.

Eu gostaria de montar uma força-tarefa para acabar com essas delícias e seria, eu acho, divertido.

*

Esse 2023, por brevíssimos momentos, achei que A Vida Que Eu Poderia Ter E Não Tive fosse voltar a ser meu amigo. Não que ele tenha anunciado isso, porque, claro, não anunciou. Mas contou uma tonelada de cousas e viveu outras e eu achei que… sei lá, que voltaríamos a ser o que fomos naqueles poucos meses em que ele estava entre um relacionamento equivocado e outro, há tanto, tanto tempo: amigos que se frequentavam (na verdade que me frenquentava, ele nunca me convidou pra ir na casa dele, como sói acontecer), que bebem juntos e conversam. Achei sozinha e, claro, não rolou. Como qualquer macho acima dos 50 (devo declarar que os de abaixo também), AVQEPTENT prefere qualquer espécie de relacionamento, qualquer coisa, a ficar só. Então os brevíssimos momentos foram realmente muito breves. Me livrei das garrafas no freezer (uma coisa a menos para fazer) e seguimos.

*

Este balancete de começo de ano sobre AVQEPTENT me fez lembrar doutra coisa pra botar na minha lista de coisas a fazer em 2024: parar de esperançar a respeito de amigos. Este é um exercício quase sem sentido pruma dona de 53 que não tem muito tempo de planeta de sobra, mas seria bom. É patético num grau inexplicável uma senhora gorda e descabelada conferindo a qualquer imbecil o título de “meu melhor amigo”, como se a. eu tivesse 13 anos b. alguém desse a mínima.

Quando

[no celular:If you leave me now, Leonid & Friends e Arkady Shilkloper]

.

trecho de Todo o tempo em que permaneci de joelhos esperando por você, de Olimpia Caballer (no prelo)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *