Na Austrália, musgos no banheiro. Aqui, papel vazio.

  • por

Fazia muito tempo que eu não ficava tão tão doente. Se alguém me disser que ontem tomei uma surra com um pedaço de pau, eu acredito.

*

Torceria pelo expressivo senador Alessandro Vieira ganhar a presidência desta vergonha de país porque ele não mexe um músculo do rosto para o que quer que seja.

Não modula a voz. Não me lembro bem, mas tenho a impressão de que ele sequer pisca.

Alessandro não ama, Alessandro não odeia.

Ele traria uma carga negativa de drama presse país, coisa que desesperadamente precisamos.

O porém é que é bolsonarista de primeira água e eu não acredito no arrependimento dessa gente.

*

Sobrevive o sujeito capaz de encarar a dor alheia e mandar um vago: “Força aí”.

*

Há alguns anos foi lançado um livro em francês que eu queria muito ler. Agora, sequer me lembro do nome do livro. Sem comentários. Mas enfim, eu quis o livro demais e comentei que, além do livro, queria alguém que lesse o livro para mim – meu francês segue o exemplo da minha boa educação e inexiste.

D. me escreveu dizendo leio esse livro para você e eu, além de bater as pestanas, fiquei me perguntando como, exatamente, poderia ser organizada essa logística.

Demorou uns três dias pra ficha cair.

*

Minha única, realmente única, tristeza em não ter carro, é não poder ir para a praia na hora em que me der na veneta. Pelo menos não sem um bocado de trabalho.

Sinto falta da praia como se lá tivesse sido criada, coisa que absolutamente não é verdade.

*

Desejo ardentemente a capacidade da Nepomuceno para escrever, antes ainda, para encontrar assunto. Ela pega um tópico, uma frase, um filme e simplesmente escreve.

Parágrafos.

Eu, que ainda estou tentando falar sobre o filme Logan, que vi muitos, muitos anos atrás, fico chapadíssima com esse superpoder.

Vi o filme, pirateei o filme, achei o filme incrível, tenho um bilhão de anotações.

Zero texto.

Zero ideia de por onde começar.

*

Coisas para perguntar para a Suzi, parte 876499/B – fundos:

Existe um botão que, uma vez clicado, envia, tomaticamente, o linque dos trens postados aqui para o tuinto?

*

A lista das cousas sobre as quais não quero falar ganhou mais um ítem: meu cabelo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *