Um dia de trabalho no apart-hotel do Conde Drácula (damos expediente nos feriados, claro)

– Fal, acordada?

– Desna transantônti, mô fio.

– Tá, não é disso que eu quero falar.

– Sua preocupação com meu bem estar é comovente.

– Liguei pra contar que usei uma sunga asa-delta ontem na piscina do Copa.

– …

– Fal?

– Quié?

– Você ouviu o que eu falei?

– Não, Guilherme, eu estava saindo do meu corpo justo na hora que você falou alguma coisa.

– Fal, linda, branca, justa né, mas não transparente, tipo assim, clássica, com um….

– Ah, Gui, não me irrita. Não chama de clássica. Não guento mais vocês se vestindo de periguete e chamando de clássico. A Dovima usaria?

– Hã?

– Meu filho, meu padrão é a Dovima. Ela usaria esse negós?

– Não, né, Fal.

– Então não chama de clássico. Cada vez que você chama sunguinha asa delta de clássico, cai um anjinho da entourage da Dovima.

– Credo, Fal, peço perdão a Deus. Mas eu fiquei uma diliça. Tinha gringo anotando meu telefone na mão.

– Vou bater o telefone na sua cara, Gui, juro. E para de me dar piada pronta.

janeiro de 2018

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s